Desembargador Elci Simões recebe a Medalha do Mérito Ruy Araújo na Aleam

Ouvidor-geral do TJAM, o magistrado foi homenageado em sessão solene realizada na manhã de quarta-feira (18), no Plenário do Legislativo Estadual. 


Elci MeritoO ouvidor-geral do Tribunal de Justiça do Amazonas, desembargador Elci Simões de Oliveira, recebeu na manhã de quarta-feira (18) a “Medalha do Mérito Ruy Araújo”, conferida pela Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), em cerimônia realizada na Sede do parlamento. Prestigiaram a solenidade, o presidente do Tribunal, desembargador Yedo Simões de Oliveira; os desembargadores Ari Jorge Moutinho, Flávio Pascarelli, Délcio Santos e Socorro Guedes; deputados; juízes; secretários de Estado; representantes do Ministério Público; da Defensoria Pública; do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) - este representando pelo seu presidente, desembargador João Abdala Simões -; da Associação dos Magistrados do Amazonas (Amazon), além de servidores do TJAM, familiares e amigos do homenageado.

Elci Merito2A proposta de homenagem ao desembargador Elci foi de autoria da deputada Therezinha Ruiz (PSDB) e do presidente da Aleam, deputado Josué Neto (PSD), e aprovada por unanimidade pelos demais integrantes da Casa Legislativa.

Elci Merito5Maior comenda da Assembleia Legislativa do Amazonas é conferida a quem se distingue por seus méritos no meio político, jurídico ou cultural. A deputada Therezinha Ruiz destacou que a homenagem ao desembargador Elci é um reconhecimento aos relevantes serviços prestados ao longo de uma carreira de 30 anos, dedicada à Justiça. "Mas a concessão da honraria vai além do reconhecimento ao desempenho profissional na missão do magistrado de servir a sociedade, revela, também, o sentimento à pessoa de Elci Simões, pelos laços de amizade familiar, estreitados por minha mãe, Thereza de Jesus, funcionária aposentada do Tribunal de Justiça, falecida recentemente”, salientou.

Elci Merito4Therezinha ressaltou, ainda, a lembrança do pai do desembargador, José Evangelista de Oliveira, líder sindical atuante na década de 60, como presidente do Sindicato dos Operários nos Serviços Portuários de Manaus, que nas palavras da deputada, soube orientar os filhos como cidadãos de bem. “O doutor Elci é uma pessoa simples, de visão humanista, que construiu uma carreira respeitável na Justiça”, pontuou.

“Recebo com muita honra essa comenda, que vem coroar o meu trabalho de mais de 55 anos de atuação na área, que começou na advocacia; prosseguindo depois na magistratura, primeiro como juiz e agora como desembargador. São 30 anos dedicados somente à magistratura. Este reconhecimento, vindo dos representantes do povo, me deixa muito feliz”, destacou o desembargador Elci Simões.

Elci Merito3O presidente do TJAM, desembargador Yedo Simões, destacou a trajetória do homenageado e falou da alegria em poder participar da homenagem ao desembargador Elci. “Essa homenagem da Aleam ao meu irmão é recebida com muita honra e alegria por toda a família. A trajetória do desembargador Elci é linda, permeada de sacrifício e resiliência. A homenagem deste parlamento chega num momento muito importante da vida do Elci, hoje ouvidor-geral do Tribunal de Justiça, função em que vem desenvolvendo um excelente trabalho. Somos nove irmãos e ficamos muito emocionados com essa lembrança, esse reconhecimento ao desembargador Elci, algo que ficará no coração de toda a nossa família”, afirmou Yedo Simões.

Trajetória

Antes de ingressar na magistratura, há 30 anos, Elci Simões atuou durante 12 anos como advogado. Nascido em Manaus, é filho de José Evangelista de Oliveira e Elza Simões de Oliveira. Tem nove filhos. Formado em Direito pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), é especialista em Direito Eleitoral pela Escola Superior de Ciências Sociais.

Como juiz de Direito do Tribunal de Justiça do Amazonas, a primeira comarca que assumiu foi a do município de Lábrea (distante 851 quilômetros de Manaus); depois, foi removido para a Comarca de Itapiranga e, posteriormente, Rio Preto da Eva; também presidiu eleições em diversas comarcas (Silves; Urucará; São Sebastião do Uatumã; Rio Preto da Eva; Presidente Figueiredo; Eirunepé e Benjamin Constant); na capital, desenvolveu atividades na Corregedoria Geral de Justiça como juiz auxiliar da CGJ-AM.

Foi diretor da Escola Judiciária Eleitoral do Amazonas por quatro anos e, além da função de ouvidor-geral, preside o Subcomitê de Atenção Integral à Saúde dos Magistrados e Servidores no âmbito do Poder Judiciário Estadual; foi professor também do Curso EaD de Capacitação em Administração Judiciária e Desembargador Ouvidor Judiciário.

 

Deborah Azevedo
Fotos: Chico Batata
Revisão de texto: Joyce Tino

DIVISÃO DE DIVULGAÇÃO E IMPRENSA
Telefones | (92) 2129-6771 / 99485-8526
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.