3.º Juizado Maria da Penha cria projeto para manter acolhimento psicológico a mulheres em situação de violência doméstica e familiar  

O “Penha Online” foi idealizado para fazer frente ao quadro de distanciamento social provocado pela pandemia da covid-19, enquanto o atendimento presencial não é retomado.


Maria OnlineDiante da necessidade de manutenção do isolamento social para conter a pandemia da covid-19, o 3.º Juizado de Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), adaptou a rotina de atendimento presencial às mulheres em situação de violência doméstica, para oferecê-lo em modalidade virtual, desenvolvendo o projeto “Penha Online”.

“Por meio de mensagens eletrônicas ou contato telefônico, busca-se dar continuidade ao trabalho de escuta e orientação às mulheres, de avaliação dos possíveis riscos sociais aos quais elas estão expostas e de encaminhamento para a rede de proteção às mulheres vítima de violência doméstica e familiar contra a mulher”, explica Hillene Freire Freitas, psicóloga do 3.º Juizado Maria da Penha.

Desde 2017, quando foi implantado, o 3.º Juizado de Violência Doméstica e Familiar do TJAM oferece o acolhimento psicológico como uma etapa do atendimento às mulheres em situação de violência doméstica e familiar. Elas são ouvidas por demanda espontânea ou quando se dirigem ao Fórum para tomar ciência ou solicitar a revogação das medidas protetivas de urgência e para participar do Projeto Maria acolhe.

“A escuta realizada contribui para acolher a mulher e diminuir sua angústia, viabilizando melhores condições e recursos para o enfrentamento da situação de violência. O acolhimento ofertado possibilita o suporte psicológico face à importantes rupturas e, ainda, verificar novos riscos e vulnerabilidades”, ressalta Hillene.

As pessoas interessadas poderão solicitar atendimento, via Whatsapp, pelo número (92) 98416-9273, de segunda a sexta-feira, no horário de 8h às 13h30, ou enviar e-mail para “Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.”, para que a equipe do Juizado possa entrar em contato.

As mulheres em situação de violência doméstica e familiar poderão solicitar prorrogação das medidas protetivas, revogação das medidas protetivas, bem como a solicitar medidas protetivas de urgência, exigindo-se nesse último caso, o envio via e-mail institucional Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.'', de cópias de documentos identificação da requerente, endereço completo da requerente/vítima e requerido/agressor.

 

 

Com informações do 3.º JEVDFCM

Foto: Raphael Alves / Arquivo TJAM

DIVISÃO DE DIVULGAÇÃO E IMPRENSA
Telefones | (92) 2129-6771 / 99485-8526
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

banner TJAM

telereuniao2
Semana do Judiciário Ep 34 Temp 02
Resumo semanal de notícias do judiciário amazonense. Gestão do Desembargador Yedo Simões.
Semana do Judiciário Ep 34 Temp 02

00:18:11
Views: 478
Semana do Judiciário Ep 34 Temp 02