Servidores do TJAM colaboram com realização de festividade organizada em prol de adolescentes atendidas pela Casa Mamãe Margarida

Com o auxílio de doações e ações voluntárias, todos os anos, a Casa Mamãe Margarida promove baile de debutantes para homenagear as adolescentes atendidas pelo abrigo e que completaram 15 anos.


MargaridaServidores da Justiça Estadual, dentre os quais aqueles que atuam na 2.ª Vara Especializada em Crimes Contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes, prestigiaram e colaboraram com um baile coletivo de debutantes, que é realizado anualmente pela Casa Mamãe Margarida e que é promovido para homenagear as adolescentes atendidas pelo abrigo e que completam 15 anos de idade no ano vigente.

Margarida2A festividade que marcou o aniversário de 15 das adolescentes teve a participação dos funcionários e colaboradores da Casa Mamãe Margarida; amigos das debutantes; voluntários; além de servidores e da titular da 2.ª Vara Especializada em Crimes Contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes, juíza Articlina Oliveira Guimarães.

Margarida3A festividade também contou com a colaboração voluntária de grupos empresariais, dentre os quais a Rede Amazônica.

Como ocorre todos os anos, o baile é realizado mediante doações, que vão desde o bolo comemorativo até os vestidos das debutantes.

Conforme a juíza Articlina Guimarães, os servidores do Judiciário têm colaborado com grande entusiasmo para a realização deste evento, que objetiva homenagear as adolescentes e elevar a autoestima de cada uma delas. “O intuito da festividade é resgatar a autoestima de cada uma dessas jovens, uma vez que esta valorização é muito importante para que possam se recuperar das situação de violência por elas vivenciadas no passado. O baile de debutantes e o carinho de cada pessoa que contribui e prestigia a festa também servem para resgatar o sorriso e o brilho no olhar de cada homenageada. É um momento muito importante, que marca a vida delas e que, muitas vezes, é um ‘divisor de águas’ mostrando a elas que a violência ficou no passado e que a vida recomeçou”, afirmou a juíza.

Como colaborar

Localizada no bairro de São José, zona Leste de Manaus, a Casa Mamãe Margarida foi fundada no ano de 1986; é mantida por doações e, atualmente, oferece atendimento a aproximadamente 300 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social e com vínculos familiares interrompidos. Os interessados em colaborar com a instituição filantrópica podem consultar sua administração por meio do contato telefônico (92) 3248-2331.

 

Yanna Andrade
Fotos: Chico Batata
Revisão de texto: Joyce Tino

DIVISÃO DE DIVULGAÇÃO E IMPRENSA
Telefones | (92) 2129-6771 / 99485-8526
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.