Desembargador Flávio Pascarelli lança pedra fundamental do novo Fórum de Iranduba e anuncia que a comarca deve contar com mais duas novas Varas judiciárias  

Lançamento da pedra fundamental da futura sede da comarca de Iranduba foi realizado nesta sexta-feira (23/09).


pascarellinapedra

pedra1

pedra2

pedra3

O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador Flávio Pascarelli anunciou que a Comarca de Iranduba deve passar a contar com o dobro de Varas, disponibilizando, futuramente, mais duas unidades judiciárias, além das duas que hoje já atendem aos jurisdicionados. O anúncio foi feito pelo magistrado nesta sexta-feira (23/9) durante a solenidade de lançamento da pedra fundamental do futuro Fórum de Justiça do município.

Além do presidente da Corte, também estavam presentes na solenidade a vice-presidente do TJAM, desembargadora Graça Figueiredo; o corregedor-geral de Justiça, desembargador Anselmo Chíxaro; o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), desembargador Jorge Lins; o diretor da Escola de Aperfeiçoamento do Servidor (Eastjam), desembargador Cezar Bandiera; o prefeito de Iranduba, Augusto Ferraz; a juíza auxiliar da Vice-Presidência do TJAM, Patrícia Chacon; a juíza da 1.ª Vara da Comarca de Iranduba, Aline Kelly Marcovicz Lins; e o juiz da 4.ª Vara da Fazenda Pública, Paulo de Britto Feitoza.

Com o lançamento da pedra fundamental, nas próximas semanas será dado início ao processo licitatório para a construção do novo Fórum de Justiça e, uma vez contratada a empresa que executará a obra, os trabalhos de engenharia devem ser concluídos em, aproximadamente seis meses.

Relação com a Justiça

Em discurso, durante a solenidade, o desembargador Flávio Pascarelli, frisou a necessidade de se favorecer o acesso do cidadão à Justiça e, nesse contexto, a importância da construção e ampliação dos espaços para este fim.

“É inegável que a sociedade tem evoluído de forma substancial nos últimos anos, especialmente levando-se em consideração o salto tecnológico e de costumes a que fomos forçados no período da pandemia em que a virtualização das relações e da prestação dos serviços judiciais tornou-se regra. No entanto, a despeito de tais mudanças, há não devemos perder de vista o fato de que muitas relações humanas somente são possíveis e dotadas de sentido quando estabelecidas de forma presencial, ‘à moda antiga’. Dentre elas, penso que está a relação entre o jurisdicionado e a Justiça. Com isso em vista, fica clara a importância da construção de espaços exclusivamente dedicados à prestação da jurisdição em todas as comunidades. Espero que o prédio, cuja pedra fundamental estamos lançando hoje e que será construído atendendo aos melhores padrões de segurança e adequação, possa, em futuro próximo, cumprir plenamente o seu papel”, afirmou o presidente da Corte Estadual.

Também em discurso, o presidente do TRE-AM, desembargador Jorge Lins, ressaltou que a construção do novo Fórum ampliará as condições de acesso à Justiça aos munícipes de Iranduba. “A ampliação da estrutura física do Poder Judiciário amazonense é uma demonstração de empenho da gestão do TJAM, no sentido de criar condições para que os jurisdicionados recebam uma prestação jurisdicional eficaz. Em se tratando de desenvolvimento do Poder Judiciário, é sempre necessário reconhecer que os avanços exigem grandes esforços e também foco, determinação e o contato permanente com as prioridades e os objetivos que se desenham a partir das necessidades dos cidadãos. Diante disso, vislumbro um futuro de melhorias substanciais no acesso à Justiça para a população deste município”, pontuou o presidente da Corte Eleitoral.

A titular da 1.ª Vara da Comarca de Iranduba, Aline Kelly Marcovicz Lins, comentou que a construção do novo fórum e a consequente ampliação dos serviços, justifica-se pela quantidade de pessoas que atualmente residem no município. “Temos um município com aproximadamente 50 mil habitantes e que usufrui de uma estrutura ainda pequena do Poder Judiciário. Por muitos anos vêm-se tentando a construção de um novo Fórum e, então, com a doação deste terreno, poderemos disponibilizar um espaço melhor e que propicie mais dignidade, maior segurança e ambientes mais adequados como, por exemplo, uma sala para depoimentos especiais, que trarão um atendimento mais eficaz à população”, disse a magistrada Aline Kelly.

Terreno e estrutura física

O terreno, cedido pela Prefeitura de Iranduba, está localizado na avenida Carlos Braga, principal via de acesso à sede do Município e ao lado do Centro Integrado de Educação do Amazonas, e possui 5,5 mil metros quadrados, de acordo com informações do Município de Iranduba.

O projeto arquitetônico básico, segue o padrão dos demais Fóruns de Justiça do interior do Amazonas, contemplando espaços para a instalação de duas a quatro Varas Judiciais – dependendo da Comarca –, salas para o Tribunal do Júri, OAB, Defensoria Pública, Ministério Público e Oficiais de Justiça, secretaria, banheiros, recepção, dentre outros, além de possuir uma estrutura mais moderna, seguindo as diretrizes relacionadas à acessibilidade e com baixo custo de manutenção. As instalações do novo fórum - que deverá ter uma área de 1.081 metros quadrados – seguirão o padrão adotado em várias unidades judiciais na capital e no interior do Estado, durante a atual administração da Corte.

Antes da solenidade de lançamento da pedra fundamental, no último dia 19 de agosto, a desembargadora Graça Figueiredo, vice-presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), visitou o local onde será construído o novo Fórum. Na oportunidade, a magistrada integrava a comitiva da Corte que esteve no Município para a abertura da “21.ª Semana Justiça pela Paz em Casa”, da qual também fizeram parte o desembargador Cezar Bandiera; a juíza Elza Vitória de Mello, magistrada auxiliar da Presidência da Corte; o juiz Anésio Rocha, auxiliar da Vice-Presidência do TJAM; além de servidores do Tribunal e representantes do Executivo Municipal.

Veja mais imagens do lançamento da pedra fundamental neste link: https://www.flickr.com/photos/tribunaldejusticadoamazonas/albums/72177720302347808/with/52378773236/

 

#PraTodosVerem: Imagem da matéria traz o presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador Flávio Pascarelli, ao centro, agachado, tocando em um depósito que contém o discurso do dirigente, um jornal do dia e planta da obra para fins históricos, durante a solenidade de lançamento da pedra fundamental do futuro Fórum de Justiça de Iranduba; ele é observado, à direita, pela vice-presidente do TJAM, desembargadora Graça Figueiredo e pelo corregedor-geral de Justiça, desembargador Anselmo Chíxaro, à esquerda pela juíza de Direito titular da 1a Vara de Iranduba, Aline Kelly e por demais servidores do Judiciário, autoridades e representantes do município. 

 

Afonso Júnior
Fotos: Raphael Alves

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

2022 - Mapa do Site
Save
Cookies user prefences
We use cookies to ensure you to get the best experience on our website. If you decline the use of cookies, this website may not function as expected.
Accept all
Decline all
Analytics
Tools used to analyze the data to measure the effectiveness of a website and to understand how it works.
Google Analytics
Accept
Decline