Comarca de Lábrea realiza júri com duração de 15 horas

Réu foi condenado à pena definitiva de 8 anos e 4 meses de prisão por morte de adolescente.


 

labrea1

labrea2

A Comarca de Lábrea realizou na quinta-feira (04/08), uma sessão do Tribunal de Júri que durou 15 horas, em que o Conselho de sentença condenou o réu Izak Teixeira de Araújo a 8 anos, 4 meses de reclusão e 10 dias-multa, pelo assassinato do adolescente Paulo Henrique Rodrigues Uchôa, de 17 anos, em 18/07/2021, na orla do município.

No plenário foram ouvidas dez testemunhas, no julgamento da ação penal nº 0601074-31.2021.8.04.5300, tendo a sessão iniciado às 9h50min, sendo encerrada à 1h da madrugada do dia seguinte.

A sessão foi presidida pelo juiz Michael Matos de Araújo e teve participação do promotor Sylvio Henrique Duque Estrada e das defensoras públicas Mariana Silva Paixão e Yaskara Xavier Luciano Lucena, além dos jurados.

O Conselho de Sentença concluiu que o acusado praticou o crime de homicídio qualificado pelo recurso que dificultou a defesa da vítima, consistente no elemento surpresa, e aceitou a tese da defesa de que o réu agiu sob domínio de violenta emoção, em seguida à injusta provocação da vítima (homicídio privilegiado).

Na primeira fase, a pena-base iniciou em 12 anos, na segunda fase, aplicou-se atenuante de menoridade de 21 anos do réu, que possuía 19 anos à época dos fatos, diminuindo a pena em 1/6, tornando-a em 10 anos; em seguida, na terceira fase, uma vez que fora reconhecida a causa de diminuição de pena do privilégio pelo Conselho de Sentença, a pena tornou-se definitiva em 8 anos e 4 meses de reclusão.

Conforme os autos, no dia 18/07/2021, por volta das 5h30min, na orla municipal de Lábrea, o denunciado, com animus necandi (intenção de matar), mediante recurso que dificultou a defesa do ofendido, valendo-se de uma faca, matou Paulo Henrique Rodrigues Uchôa, ao desferir contra ele diversos golpes, ocasionando lesões em sua cabeça, tórax, ombro direito e outras partes do corpo da vítima, resultando em sua morte.

A vítima estava em uma festa que acontecia em um sítio localizado na estrada do Tauaruã, local em que também se encontrava o denunciado.

Segundo o processo, por volta das 4h, quando o evento encerrou-se, a vítima e o denunciado, juntamente com outros jovens, dirigiram-se à orla do município, momento em que a vítima desceu da motocicleta e seguiu em direção às escadas, quando o denunciado, de surpresa, de modo a dificultar a defesa do ofendido, o atacou e passou a desferir diversos golpes de faca no corpo da vítima. Na ocasião, tentaram conter o denunciado, porém este se desvencilhou e empreendeu fuga, tomando rumo ignorado, sendo capturado apenas no dia 08/08/2021, após cumprimento do mandado de prisão preventiva.

Esta sessão do Tribunal do Júri, e outras realizadas durante a semana, tiveram a atuação dos servidores do Judiciário, da Polícia Militar e apoio da Prefeitura e Câmara Municipal.

 

#PraTodosVerem: Foto principal da matéria traz o juiz de Direito da Comarca de Lábrea, juiz Michael Matos de Araújo, proferindo a sentença do Tribunal do Júri realizado na última quinta, 04/08; ao redor do magistrado estão os membros da Promotoria e Defensoria Pública.  

 

Com informações da Comarca

Foto: Acervo da Comarca

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

Telefones | (92) 99316-0660
E-mail:                   Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

2022 - Mapa do Site
Save
Cookies user prefences
We use cookies to ensure you to get the best experience on our website. If you decline the use of cookies, this website may not function as expected.
Accept all
Decline all
Analytics
Tools used to analyze the data to measure the effectiveness of a website and to understand how it works.
Google Analytics
Accept
Decline