TJAM divulga resolução sobre Programa de Residência Jurídica

Admissão será por processo seletivo público, com publicação de edital.


 Fachada brancaO Tribunal de Justiça do Amazonas divulgou a Resolução n.º 12/2022, que dispõe sobre a criação e regulamentação do Programa de Residência Jurídica no âmbito do TJAM, com o objetivo de proporcionar o aprimoramento da formação teórica e prática dos profissionais do Sistema de Justiça.

A resolução foi aprovada na última sessão do Tribunal Pleno, em 14/06, e foi disponibilizada no Diário da Justiça Eletrônico desta segunda-feira (20/06), da página 25 a 30 do Caderno Administrativo.

Conforme o texto normativo, a residência jurídica consiste no treinamento em serviço, abrangendo ensino, pesquisa e extensão, e auxílio prático aos magistrados e servidores do Poder Judiciário no desempenho de suas atribuições institucionais, direcionando-os

para aprofundar conhecimento teórico por meio da pós-graduação e desenvolver técnicas práticas de solução de conflitos e promoção da justiça, de forma a contribuir para a melhoria da prestação jurisdicional.

O programa constitui modalidade de ensino destinado a bacharéis em Direito que estejam cursando especialização, mestrado, doutorado, pós-doutorado ou, ainda, que tenham concluído o curso de graduação há no máximo cinco anos.

Segundo a resolução, a jornada de estágio máxima será de 30 horas semanais e duração de até 36 meses, não gerando vínculo de qualquer natureza com a Administração Pública. E a participação no programa do TJAM é considerada como título, nos termos da Resolução n.º 75/2009 do Conselho Nacional de Justiça.

Para a admissão será realizado processo seletivo público, com publicação de edital e divulgação, abrangendo a aplicação de provas objetiva e discursiva, de caráter classificatório e eliminatório. Depois de divulgado o resultado final da seleção, a Escola de Aperfeiçoamento dos Servidores do Tribunal de Justiça (Eastjam) enviará para publicação a relação dos aprovados como residentes, que terão prazo de 10 dias para a assinatura do Termo de Compromisso de Residência.

O programa terá atividade teórica e prática, e esta será desenvolvida em gabinetes de juízes ou desembargadores. As vagas serão descritas em edital, de acordo com conveniência administrativa, técnica, financeira e a existência de previsão orçamentária.

O valor da bolsa aos residentes será definido pela Presidência. E, no caso de oferta a servidores integrantes do Quadro de Pessoal do Judiciário do Estado do Amazonas fica vedado o pagamento de qualquer tipo de bolsa ou auxílio.

Outros detalhes sobre as atividades, frequência, avaliação e mais tópicos podem ser conferidos na publicação, no link abaixo.

DJE

https://consultasaj.tjam.jus.br/cdje/consultaSimples.do?cdVolume=15&nuDiario=3344&cdCaderno=1&nuSeqpagina=25

 

 #PraTodosVerem - a foto que ilustra a matéria mostra a fachada lateral do Fórum de Justiça Ministro Honoch Reis, onde se vê a uma da deusa da Justiça e as palavras: Poder Judiciário Estado do Amazonas. A foto foi feita de um ângulo em que a fachada aparece rodeada de folhagem verde de várias palmeiras. 

 

Patrícia Ruon Stachon

Foto: Arquivo TJAM

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

Telefones | (92) 2129-6771
E-mail:   Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Save
Cookies user prefences
We use cookies to ensure you to get the best experience on our website. If you decline the use of cookies, this website may not function as expected.
Accept all
Decline all
Analytics
Tools used to analyze the data to measure the effectiveness of a website and to understand how it works.
Google Analytics
Accept
Decline