Comitiva do TJAM visita instalações do Centro de Recebimento e Triagem de Custodiados

O local passou a abrigar as audiências de custódia que estão sendo realizadas por videoconferência, desde o último sábado (8/1).


 

Reune Seap

Reune Seap2Representantes do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) visitaram na manhã desta segunda-feira (10/1) as instalações do Centro de Recebimento e Triagem de Custodiados (CRT), localizado no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), no quilômetro 8 da BR-174, para verificar o local de funcionamento das audiências de custódia em formato virtual que estão acontecendo provisoriamente em duas salas da unidade prisional.

As audiências ocorrem naquele local em cumprimento à Portaria Conjunta TJAM/CGJ n.º 1, de 7/1/2022, publicada nas páginas 1 e 2 do Diário da Justiça Eletrônico (DJE) desta segunda-feira (10/1). A portaria foi publicada considerando os eventos ocorridos no último dia 6 de janeiro nas proximidades do Fórum Ministro Henoch Reis, durante o transporte de detentos pela Polícia Civil do Estado do Amazonas, para a realização de audiências de custódia, e a necessidade de garantir a segurança na logística e nos procedimentos da audiência de custódia aos magistrados, servidores, bem como à população em geral.

A visita foi realizada junto com técnicos da Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap/AM); da Secretaria de Segurança Pública (SSP/AM); do Ministério Público do Estado (MPE/AM); do Defensoria Pública do Estado (DPE/AM); da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Amazonas (OAB/AM) e; da Associação dos Advogados Criminalistas do Brasil - Seção Amazonas (Abracrim/AM). Antes da visita, todos participaram de uma reunião na sede da Seap, na avenida Torquato Tapajós.

Representaram o Tribunal de Justiça do Amazonas o desembargador Délcio Santos; o juiz auxiliar da Corregedoria-Geral de Justiça (CGJ/TJAM), Igor Campagnolli; a juíza Rosália Guimarães Sarmento, coordenadora da Secretaria de Custódia do TJAM; o juiz Marco Antônio Costa; o secretário-geral de Administração do Tribunal, Chrystiano Lima e Silva, dentre outros servidores.

Segundo o desembargador Délcio Santos, a reunião teve a finalidade de fortalecer o contato com diversas instituições envolvidas para verificar o que precisa ser feito em relação às audiências de custódia por videoconferência. “Fizemos esta visita para conhecer o modus operandi do CRT que está agora, também, fazendo as audiências de custódia. O CRT já vem realizando as audiências das Varas Criminais por meio de videoconferência e não havia sido feita, ainda, para custódia. Isso começou no último sábado (8/1) e viemos conhecer como está funcionando. Saio daqui muito satisfeito porque estou vendo um trabalho de excelência sendo realizado. Tenho certeza que, com essa parceria e colaboração entre todas as instituições, o serviço vai ficar cada vez melhor. Estão todos de parabéns”, afirmou o desembargador, acrescentando que novas reuniões serão realizadas para acompanhamento do assunto.

“Tudo está sendo conversado entre as autoridades para melhor implementarmos e garantirmos o direito fundamental da pessoa privada de liberdade na realização da audiência de custódia. Serão realizadas outras reuniões para que seja debatido o assunto, a fim de que seja pensada a melhor forma de continuar garantindo esse direito”, declarou a juíza-coordenadora da Secretaria de Custódia do TJAM, Rosália Guimarães Sarmento.

52 audiências

O secretário da Seap, coronel Paulo César, frisou que 52 audiências de custódia foram realizadas no último final de semana nas duas salas do Compaj. Segundo o titular, “com a demanda reprimida após o fato ocorrido na quinta-feira, uma vez que foram suspensas as audiências de custódia naquele dia e na sexta, a Seap disponibilizou o espaço para as videoconferências, adotando os procedimentos iguais aos que vinham sendo realizados na época mais crítica da pandemia de covid-19”, explicou o secretário.

Anteriormente, comentou coronel Paulo César, as salas virtuais já atendiam as audiências de criminais. “A visita de todos os órgãos envolvidos no sistema prisional é a parte mais importante para nós que trabalhamos na execução final. Hoje estou representando a Seap, a administração penitenciária, e muito feliz com a vinda do Tribunal de Justiça, na pessoa do desembargador Délcio, que demonstrou total atenção à Secretaria desde o ocorrido na quinta-feira; assim como a OAB; Defensoria Pública e Corregedoria. Isso é importante para nós, que buscamos alinhar medidas que melhorem o sistema prisional e a parte judiciária, demonstrando união e proporcionando a essas pessoas que são privadas de liberdade um pouco mais de dignidade e respeito para com o seu processo e suas atividades”, disse ele.

Advogados

O presidente da Associação dos Advogados Criminalistas do Brasil - Seção Amazonas (Abracrim/AM), Vilson Benayon, destacou que a visita foi altamente produtiva. “Sabemos que é uma decisão paliativa, em razão do ataque que ocorreu à viatura da Polícia Civil no deslocamento para a audiência de custódia. A princípio, esperamos que seja uma audiência célere, mais rápida e com segurança, tanto para o advogado quanto para os serventuários, que todas as garantias à liberdade dos presos sejam mantidas e, principalmente, nós lutamos por uma audiência de custódia justa e humana e, principalmente, fora do sistema prisional. Mas, no momento, é o que temos, e estamos completamente de apoio com essa decisão paliativa”, explica o advogado.

 

 #PraCegoVer: Imagem principal traz os representantes do Judiciário e de outros poderes e secretarias sentados ao redor de uma pequena mesa de madeira; na foto aparece o desembargador Délcio Luís Santos (3º da direita para a esquerda).  

 

 

Paulo André Nunes

Foto: Chico Batata

DIVISÃO DE DIVULGAÇÃO E IMPRENSA

Telefones | (92) 2129-6771
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

2022 - Mapa do Site
Save
Cookies user prefences
We use cookies to ensure you to get the best experience on our website. If you decline the use of cookies, this website may not function as expected.
Accept all
Decline all
Analytics
Tools used to analyze the data to measure the effectiveness of a website and to understand how it works.
Google Analytics
Accept
Decline