1.º Encontro de Gestão de Pessoas do TJAM premia experiências inovadoras e lança Programa de Gestão por Competências

O evento inédito no Judiciário amazonense permitiu o compartilhamento de boas práticas de gestão de pessoas, desenvolvidas por diversas unidades judiciais.


Gestão de Pessoas6.jpegO Tribunal de Justiça do Amazonas realizou nesta segunda-feira (2) o "1.º Encontro de Gestão de Pessoas do TJAM". O evento serviu para compartilhar as experiências de boas práticas de gestão de pessoas, desenvolvidas por diversas unidades judiciais, para lançar o "Programa de Gestão por Competências" do Tribunal e foi marcado também pela entrega dos prêmios aos vencedores da "1.ª Premiação de Práticas em Gestão de Pessoas", promovida pela Corte Estadual.

Gestão de Pessoas4Gestão de Pessoas11.jpegA programação teve início às 9h, no auditório Desembargador Arthur Virgílio do Carmo Ribeiro (prédio anexo à Sede do TJAM) e contou com a presença do desembargador Yedo Simões, presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas; da desembargadora Carla Maria dos Santos Reis, vice-presidente da Comissão do Teletrabalho do TJAM; do juiz auxiliar da Presidência e coordenador do evento, Alexandre Novaes; do juiz Henrique Veiga Lima, presidente do Subcomitê de Gestão de Pessoas; do juiz Jean Carlos Pimentel dos Santos, presidente do Subcomitê de Atenção ao 1.º Grau; de Messias Andrade, secretário-geral de Administração do TJAM; de Mauro Saraiva Barros Lima, diretor da Divisão de Gestão de Pessoas do TJAM; além de magistrados e servidores do Judiciário.

Gestão de Pessoas5“Nosso Tribunal está muito bem quando o assunto diz respeito a boas práticas de gestão de pessoas. Temos um projeto premiado nacionalmente pelo CNJ, referente ao Teletrabalho, que vem ajudando a melhorar a qualidade de vida do servidor e aumentar a produtividade do Judiciário. Outros projetos desenvolvidos dentro da nossa instituição serão premiados aqui, durante o evento, e isso nos deixa muito felizes. Isso tem que ser levado adiante, porque o que o jurisdicionado quer é a solução imediata das suas demandas e temos certeza de que essas boas práticas contribuem para isso”, afirmou o presidente do TJAM, Yedo Simões.

Gestão de Pessoas3Logo após a instalação da mesa de abertura, foram condecorados os vencedores da "1.ª Premiação de Práticas em Gestão de Pessoas do TJAM". As três práticas ganhadoras, foram: "Procedimento de contraditório na substituição de funcionários oriundos de termos de cooperação", da 1.ª Vara de Itacoatiara; "Processo seletivo interno para o cargo de Diretor de Secretaria", do 1.º Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Coari; e "Teletrabalho: uma forma de inclusão social, que restaura a qualidade de vida e a qualidade no trabalho", da 5.ª Vara de Família da capital.

Gestão de Pessoas7.jpegA diretora de Secretaria da 5.ª Vara da Família da capital, Evelin Rebelo dos Santos Figueira, uma das servidoras que receberam o prêmio de boas práticas das mãos do desembargador Yedo Simões, destacou a importância do evento para o incentivo em todas as unidades judiciais. “Achei que a premiação foi uma ótima iniciativa, porque é um reconhecimento do nosso trabalho. Todos os servidores são muito esforçados e esse prêmio serve como incentivo para que cada um continue dando o seu melhor e, claro, para que outros colegas também sejam influenciados por essa corrente do bem”, destacou a servidora.

Gestão de Pessoas10.jpegA equipe da 1.ª Vara de Itacoatiara, premiada pela prática "Procedimento de contraditório na substituição de funcionários oriundos de termos de cooperação", foi representada na premiação pelo juiz Saulo Góes. E o Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Coari, representado pela juíza Juline Rossendy Rosa Neres, recebeu o prêmio pela prática "Processo Seletivo Interno para o cargo de Diretor de Secretaria".

Gestão de Pessoas9.jpegEm seguida, foi a vez da palestra de abertura do evento, proferida pela servidora do Conselho Nacional de Justiça, Lílian Brito Bertoldi Garcia, que abordou o tema: "Política Nacional de Gestão de Pessoas do Poder Judiciário: governança, gestão e melhores práticas". Lílian Garcia, que hoje está cedida para o Tribunal Superior do Trabalho (TST), participou da elaboração da Resolução 240, que instituiu a Política Nacional de Gestão de Pessoas do Poder Judiciário; bem como da Resolução 277/2015, que disciplina o Teletrabalho no âmbito do Poder Judiciário.

Gestão de Pessoas12.jpeg“A construção da Política Nacional da Gestão de Pessoas do Poder Judiciário trouxe uma evolução muito grande para os tribunais em todo Brasil. Encontros como este promovido hoje pelo Tribunal de Justiça do Amazonas são importantes para a troca de experiências. Acredito que a descontinuidade que ocorre sempre que há trocas de gestão, acaba prejudicando o trabalho em muitos tribunais e é por isso que precisamos sempre ter um planejamento bem articulado, para que quando um novo gestor assuma aquele trabalho que estava encaminhado não tenha que ser desfeito e começado do zero", disse Lilian.

Gestão de Pessoas13.jpegNa programação da tarde, além de um debate sobre as práticas vencedoras da premiação, aconteceram as mesas temáticas. O tema: "Relato de experiências e as vantagens na implementação da gestão por competências" foi proferido pela professora Victória Corrêa Fortes, e a segunda apresentação ficou a cargo da servidora Roberta Monique da Silva Santos, chefe do Setor de Desempenho da Divisão de Gestão de Pessoas, com o tema: "Lançamento do Programa de Gestão por Competências do TJAM e Etapas do Projeto".

A segunda mesa temática da tarde destacou o teletrabalho, com as seguintes reflexões: "Os resultados do teletrabalho no TJAM e Indicadores de desempenho", que foram apresentadas pelo coordenador da comissão do teletrabalho do TJAM, Dan Souza Aguiar; e a segunda apresentação teve o tema: "Relato de experiência na gestão do teletrabalho", proferida pela juíza Anagali Marcon Bertazzo, que é titular da 6.ª Vara Criminal. Finalizando, a terceira apresentação trouxe o tema "Teletrabalho: um instrumento de qualidade de vida para o servidor", com o relato de experiência do teletrabalhador PCD, Cláudio Eloy da Silva Júnior, servidor da 5.ª Vara de Família.

Ao final, o juiz Alexandre Novaes, coordenador do evento, destacou, que: "O objetivo primordial do encontro, que era disseminar, reconhecer e premiar as boas práticas em gestão de pessoas foi plenamente alcançado. Além disso, o evento serviu como um fórum de discussões e como um espaço para uma rica troca de experiências sobre o tema".

 

Confira mais fotos do evento aqui 

 

Fábio Melo

Fotos: Chico Batata

Revisão de texto: Joyce Tino

DIVISÃO DE DIVULGAÇÃO E IMPRENSA
Telefones | (92) 2129-6771 / 99485-8526
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.