Arcebispo Metropolitano de Manaus é homenageado pela CMM em solenidade prestigiada por magistrados do TJAM

Poder Legislativo Municipal outorgou a Dom Sérgio Castriani a Medalha de Ouro Cidade de Manaus.


Dom SérgioA Câmara Municipal de Manaus (CMM) outorgou nesta quinta-feira (8) ao arcebispo metropolitano de Manaus, Dom Sérgio Eduardo Castriani, a Medalha de Ouro Cidade de Manaus. A desembargadora Socorro Guedes representou o presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador Yedo Simões, na homenagem ao líder religioso. O desembargador João de Jesus Abdala Simões, presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), também prestigiou a sessão especial.

 

Dom Sérgio2“Estamos aqui para esta homenagem de reconhecimento pela dedicação de Dom Sérgio às suas atividades de arcebispo metropolitano. Ele é uma pessoa muito querida por todos nós, não apenas pela sua inteligência privilegiada, mas pela forma como desempenha sua missão. Mesmo com a saúde debilitada, continua se fazendo presente em todas as demandas que necessitam de sua palavra. Penso que o Dom Sérgio representa para todos nós essa pessoa que vive para se doar, que vive por amor. Como membro do Tribunal de Justiça, sinto uma enorme alegria de estar representando o Poder Judiciário nesta solenidade”, afirmou a desembargadora Socorro Guedes.

Dom Sérgio3O presidente do TRE-AM, desembargador João Abdala Simões destacou a trajetória e a relevância do trabalho desenvolvido pelo homenageado. “É uma honra poder participar, na qualidade de presidente do TRE-AM, desta homenagem ao nosso arcebispo, que é uma pessoa que tem contribuído muito para o nosso Estado, levando ações e boas práticas, especialmente, aos mais carentes. Uma pessoa que tem demonstrado em sua história uma larga experiência e no seu credo sua fé, nos inspira. Como sendo o nosso pastor maior, eu me sinto muito feliz em participar desta homenagem”, disse o desembargador João Simões.

Em seu discurso, Dom Sérgio Castriani agradeceu a homenagem e dedicou a Medalha a todos da igreja católica que atuam nos serviços à população amazonense. “Manaus é a cidade que me acolheu como bispo, onde tenho vivido no Ministério Episcopal, então, é muito bom saber que somos queridos, que estamos sendo homenageados pelo trabalho que temos feito. Essa é uma homenagem à igreja de Manaus, porque tudo que eu faço é em nome da igreja, e com razão, porque, de fato, tem uma participação muito grande em prol da população de Manaus”, disse o líder católico.

A outorga da medalha a Dom Sérgio Castriani foi proposta pelo vereador Elias Manoel (PSDB), conforme o Decreto Legislativo 470/2019. Para o autor da homenagem, é de grande importância reconhecer os feitos do arcebispo. “Dom Sérgio é um homem do interior de São Paulo, que abraçou a Amazônia como território missionário da evangelização. Esta Casa faz uma homenagem justa, nesse momento em que ele já colocou seu cargo à disposição. Reconhecemos nele um pastor ousado, que muito fez e ainda pode fazer pela arquidiocese”, destacou Elias Emanuel.

Durante a solenidade, também foram entregues diplomas de Honra ao Mérito a padres que atuam em todo o Estado na evangelização, em alusão ao Dia do Padre, comemorado em 4 de agosto. Entre os homenageados, os padres: Roberto Maria José; Valdecir Morinari; Miguel Maccitochi; Celestino Ceretta; Virgílio Mazuque; Gino Alberatti; Martin Lohan; Edígio Soads; Geraldo Kiney; Ronaldo Comaveccio e Justino Tuioka, este último, o único padre indígena a representar o Amazonas.

Trajetória

Dom Sérgio Eduardo Castriani nasceu em Regente Feijó, São Paulo, e iniciou seus estudos para o sacerdócio no Seminário Menor da Congregação do Espírito Santo, em Emilianópolis e no Instituto Hellen Keller, em Adamantina, ambas cidades paulistas. É bacharel em Teologia e tem Licenciatura em Filosofia, pelo Instituto Poullart de Places (Faculdade Nossa Senhora Medianeira). Recebeu a ordenação presbiteral em 9 de dezembro de 1978, em São Paulo.

Como padre, seu primeiro trabalho foi realizado na cidade de Feijó, no Acre. Foi diretor da casa de formação dos estudantes de Filosofia de sua congregação religiosa; ecônomo da casa provincial em São Paulo e conselheiro-geral de sua congregação em Roma, na casa generalícia. Foi nomeado, pelo Papa João Paulo II, bispo da Prelazia de Tefé (AM) e membro delegado pela CNBB da Quinta Conferência Geral do Episcopado. No dia 12 de dezembro de 2012, foi nomeado pelo Papa Bento XVI como arcebispo metropolitano da Arquidiocese de Manaus. Recebeu o pálio (faixa de tecido que simboliza a autoridade dos líderes religiosos no catolicismo) das mãos do Papa Francisco, na Basílica de São Pedro, em 29 de junho de 2013.

 

 

Yanna Andrade
Fotos: Chico Batata
Revisão de texto: Joyce Tino

DIVISÃO DE DIVULGAÇÃO E IMPRENSA
Telefones | (92) 2129-6771 / 99485-8526
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.