Juízes do TJAM participam de workshop do "Projeto Manaos"

Mais de 60 magistrados participaram do evento nos últimos dois dias.


WorkJuízes do Tribunal de Justiça do Amazonas participaram na manhã desta quarta-feira (9) do último dia do workshop de capacitação do "Projeto Manaos", um amplo projeto de consultoria que envolve a execução de mais de 50 ações e mobiliza todo o corpo técnico-jurídico das unidades judiciais de primeira e segunda instâncias, incluindo Manaus e Iranduba.

Work3De acordo com o instrutor de treinamento e capacitação da Softplan, Clayton Silva, o workshop teve como propósito apresentar o projeto, de forma detalhada, mostrando objetivos e ferramentas.

“Já passamos pela primeira etapa, que foi o projeto-piloto; depois seguimos para o workshop destinado aos servidores e, finalizamos hoje, com a presença dos magistrados. Durante dois dias mais de 60 magistrados participaram da capacitação. Foram apresentados os melhores caminhos que podemos percorrer no SAJ, de forma a economizar tempo e alcançar melhor produtividade. Foi uma oportunidade também para ouvir estes, que são os usuários do sistema, para que explicassem como se encontra a situação da Unidade Judiciária que cada um atua”, frisou o instrutor.

A juíza Sabrina Ferreira, que atua na Vara de Execução Penal e coordena o regime semiaberto, foi uma das participantes do treinamento. Ela afirmou que muitos métodos já estão sendo colocados em prática pela sua equipe. “Percebemos que o SAJ possui inúmeras ferramentas e essa palestra está nos mostrando outros caminhos. A gente acaba se acomodando e usando apenas uma parte do sistema. Boa parte das orientações já coloco em prática com minha equipe e, agora, com mais esse treinamento irei reforçar algumas ações”, enfatizou a magistrada.

O juiz titular da Vara do Meio Ambiente e Questões Agrárias, Adalberto Carim, destacou a importância de saber utilizar as ferramentas que o sistema oferece para garantir melhor prestação jurisdicional. “Se temos ferramentas que nos permitem evoluir e sermos mais produtivos, é importante sabermos como fazer funcionar essas ferramentas. O escopo desse projeto é abrir a nossa mente, é permitir que a gente pense de forma mais coesa, centrando nossos esforços nessa ferramenta”, destacou o juiz.

Seguindo o cronograma organizado pela Softplan, haverá novos workshops de 11 a 13 de novembro, dessa vez para o Segundo Grau de jurisdição. Posteriormente, começarão as capacitações presenciais, de três dias, nas unidades judiciais de Primeira Instância e, de dois dias, nas de Segunda Instância. A ideia é apresentar, discutir e avaliar juntos as ações que mais geram impacto na rotina de trabalho e que podem alavancar os resultados e produtividade das unidades.

 

 

Deborah Azevedo

Fotos: Chico Batata

Revisão de texto: Joyce Tino

DIVISÃO DE DIVULGAÇÃO E IMPRENSA
Telefones | (92) 2129-6771 / 99485-8526
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.