Coij/TJAM apresenta resultados de projeto voltado para o atendimento de filhos de mulheres em situação de privação de liberdade

Atualmente, conforme dados da Coordenadoria, 80 mães e seus filhos (num total de 171 crianças e adolescentes) são acompanhados pelo projeto.

Joana Evento

A Coordenadoria da Infância e da Juventude do Tribunal de Justiça do Amazonas (Coij/TJAM) realiza nesta quarta-feira (05/09), às 14h, no auditório do Centro Administrativo Des. José de Jesus F. Lopes – Anexo à Sede do Tribunal –, um evento de apresentação das atividades e dos resultados do "Projeto Protegendo Filhos, Transformando Vidas". Na ocasião, 12 instituições parceiras das atividades do projeto serão homenageadas.

Conforme a Coij/TJAM, o "Protegendo Filhos, Transformando Vidas" tem a finalidade de garantir o cumprimento dos direitos de filhos de mulheres em situação de privação de liberdade com vista ao pleno desenvolvimento infantojuvenil. Em um trabalho de rede, em parceria com outras instituições, o projeto busca viabilizar o acesso dessas crianças e adolescentes à emissão de documentos pessoais; garantir que tenham acompanhamento psicológico, socioassistencial, escolar e de saúde; o acesso à cultura, na perspectiva do direito social; o acesso à profissionalização; e, ainda, estimular a criação de espaços de encontros e socialização mães/filhos.

"A Coordenadoria da Infância e da Juventude do TJAM faz questão de dar ênfase às parcerias firmadas no âmbito do projeto, com 12 órgãos, via Acordos de Cooperação Técnica, pela importância do trabalho conjunto, algo que é essencial para o êxito da iniciativa. Esperamos poder continuar nesses esforços, firmes no propósito de assegurar os direitos de crianças e adolescentes", afirmou a desembargadora Joana Meirelles, coordenadora da Infância e da Juventude.

Atualmente, conforme dados da Coordenadoria, 80 mães e seus filhos (num total de 171 crianças e adolescentes) são acompanhados pelo projeto. Os parceiros externos da ação, com os quais foram firmados Acordos de Cooperação Técnica, são: O Ministério Público do Amazonas, por meio de suas promotorias de justiça da área da Infância e da Juventude; a Defensoria Pública do Amazonas, por meio da Defensoria da Infância e da Juventude; Secretaria de Administração Penitenciária (Seap/AM); Secretaria Estadual de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc); Secretaria Estadual da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc); Secretaria Municipal de Educação (Semed); Secretaria Estadual de Saúde (Ses-Am); Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa; Centro de Educação Tecnológica (Cetam); Secretaria Estadual de Educação e Desporto (Seduc) e Universidade Nilton Lins.

Os parceiros internos da Coij são: Juizado da Infância e da Juventude Cível; Centro Judiciário de Soluções de Conflitos e Cidadania Cível (Cejusc Cível); 1.ª Vara de Execução Penal e Núcleo de Advocacia Voluntária.

O Projeto conta, ainda, com o apoio da coordenação, no Amazonas, do Programa Fazendo Justiça, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

#PraTodosVerem - na foto colorida que ilustra a matéria a desembargadora Joana Meirelles aparece sentada à mesa de seu gabinete. Ela é uma mulher de pele clara, tem os cabelos à altura dos ombros, penteados para trás. Usa óculos de aros delicados e um vestido de mangas longas, com estampa étnica. Olha para a direita com uma expressão serena.

Terezinha Torres

Foto: Chico Batata - 13/05/2022

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

E-mailEste endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

(92) 2129-6771 / 993160660

 

2022 - Mapa do Site
Save
Cookies user preferences
We use cookies to ensure you to get the best experience on our website. If you decline the use of cookies, this website may not function as expected.
Accept all
Decline all
Publicidade
Youtube
Accept
Decline
Analítico
Google Analytics
Accept
Decline