TJAM | ESPAÇO MARIA DA PENHA

Campanha Justiça pela Paz em Casa tem início com 776 processos em pauta

Ação é realizada pelos três Juizados Maria da Penha do TJAM, na capital.


 Jus e Paz2

Começou nesta segunda-feira (19) a 14.ª edição da campanha “Justiça pela Paz em Casa”, realizada pelos tribunais estaduais de todo o País, com o apoio do Conselho Nacional de Justiça. A ação é um esforço concentrado dos Juizados Especializados no Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, que inclui, além da pauta de audiências de instrução e julgamento, atividades multidisciplinares (educativas e de orientação). Para esta edição 776 processos foram pautados.

No 1.º Juizado, localizado no Fórum Azarias Menescal, no bairro Jorge Teixeira, 385 audiências foram pautadas para o período. De acordo com a juíza Ana Lorena Gazinneo, a mobilização é fundamental para sensibilizar a todos sobre os casos de violência. “As estatísticas são bem preocupantes, com o Brasil ainda ocupando o 5.º lugar no ranking mundial de violência contra a mulher. É importante sensibilizar a sociedadequanto à questão e as políticas públicas para combater esse problema são de vital importância", disse a magistrada. Além das audiências pautadas, o 1.º Juizado também promoveu, nesta segunda-feira, atividades do projeto "Maria Acolhe", com atendimento por equipe multidisciplinar a mulheres vítimas de violência.

No Fórum Ministro Henoch Reis (bairro de São Francisco) foram pautadas 205 audiências pela equipe do 2.º Juizado Maria da Penha e foi realizada uma ação educativa com a distribuição de panfletos informativos para o público. “Essa campanha é fundamental para darmos celeridade aos processos e, por isso, contamos com um reforço em nossa estrutura quanto ao número de funcionários; juízes; promotores e defensores para, assim, julgarmos o maior número de demandas possíveis, além de chamarmos a atenção para o tema com ações educativas, incentivando a mulher a denunciar e, dessa forma, romper o ciclo de violência’, destacou a juíza titular do 2.º Juizado Maria da Penha, Luciana Nasser.

No 3.º Juizado, também localizado no Fórum Henoch Reis, 186 audiências foram agendadas. De acordo com o juiz Reyson de Souza e Silva, a estrutura com a ampliação das equipes durante a campanha é fundamental para dar celeridade à tramitação processual. “O trabalho do 3.º Juizado estará focado na realização das audiências para agilizar o andamento dos processos, além de mobilizar a sociedade para a redução dos índices de violência doméstica”, enfatizou o magistrado.

Campanha

Realizada em todo País, três vezes ao ano, a campanha “Justiça pela Paz em Casa” busca agilizar processos que tramitam na Justiça brasileira sobre casos de violência doméstica contra a mulher. De acordo com o CNJ a campanha promove ações focadas no combate à violência doméstica, ampliando a efetividade da Lei Maria da Penha (Lei n.º 11.340/2006) que se firmou como um mecanismo eficiente para prevenir e punir a violência praticada contra a mulher no País.

Deborah Azevedo

Fotos: Daniel D'Araújo

DIVISÃO DE DIVULGAÇÃO E IMPRENSA
Telefones | (92) 2129-6771 / 99485-8526
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Save
Cookies user prefences
We use cookies to ensure you to get the best experience on our website. If you decline the use of cookies, this website may not function as expected.
Accept all
Decline all
Analytics
Tools used to analyze the data to measure the effectiveness of a website and to understand how it works.
Google Analytics
Accept
Decline