TJAM | CORREGEDORIA GERAL DE JUSTIÇA

corregedoria@tjam.jus.br   (92) 2129-6677     Transparência

Corregedoria-Geral de Justiça do AM e instituições parceiras iniciam atividades da 2.ª edição da “Semana Nacional do Registro Civil - Registre-se!” no Estado

Abertura do evento foi realizada pelo corregedor-geral de Justiça Jomar Fernandes, no Centro de Convenções Vasco Vasques, com a presença do ministro Mauro Campbell, do STJ. 


 abertura 1

A abertura da segunda edição da Semana Nacional do Registro Civil - Registre!, em Manaus, ocorreu no "Vasco Vasques", com a presença de diversas autoridades.

 

Com uma grande ação de atendimento que se estenderá até o dia 15 deste mês, no Centro de Convenções Vasco Vasques, a Corregedoria-Geral de Justiça do Amazonas e as instituições parceiras abriram oficialmente na manhã desta segunda-feira (13/05) as atividades da 2.ª edição da “Semana Nacional do Registro Civil – Registre-se!” no Estado. Além dos representantes das instituições envolvidas na ação de atendimento, a abertura do “Registre-se” também contou com a presença do corregedor-geral de Justiça do AM, desembargador Jomar Fernandes, do ministro do Superior Tribunal de Justiça, Mauro Campbell Marques, do governador do Estado, Wilson Lima e de demais autoridades.

O “Registre-se” tem como público-alvo povos indígenas; pessoas em situação de rua; migrantes e refugiados e população carcerária. O objetivo da ação é possibilitar a obtenção da certidão de nascimento, que é a documentação necessária para a plena inserção na sociedade, com o acesso a serviços básicos (educação, saúde e previdência, entre outros.

abertura 2

O desembargador Jomar Fernandes atendeu a imprensa que compareceu ao "Vasco Vasques" para a cobertura jornalística do evento.

 

Em seu discurso, na abertura do evento, o corregedor-geral de Justiça, Jomar Fernandes, destacou a importância de uma ação como o “Registre-se” diante da dívida social do Estado brasileiro para com o número de pessoas que ainda tem dificuldade de acessar documentos, que são básicos para o exercício da cidadania, como o registro civil de nascimento.

“A República deve secularmente, à população brasileira, a sua cidadania, que só vem através do registro. Digo isso porque, na ‘Semana Nacional do Registro Civil’, no ano passado, tivemos a oportunidade de entregar uma certidão de nascimento, a primeira, a um cidadão de 60 anos de idade morador da cidade de Manaus. Efetivamente devemos esse pedido de desculpas a esse povo, porque é nossa obrigação levar cidadania através desse primeiro documento, dessa primeira escrita que é a certidão de nascimento”, disse Jomar Fernandes, que preside o Colégio Permanente de Corregedoras e Corregedores-Gerais dos Tribunais de Justiça do Brasil.

abertura 5

Neste ano, 55 órgãos, instituições e entidades públicas e privadas se uniram para realizar a segunda edição do "Resgitre-se!" no Amazonas.

 

No Amazonas, a segunda edição do “Registre-se” ocorrerá em Manaus, de 13 a 15 de maio, com atendimento direto ao público-alvo no Vasco Vasques das 8h às 14h; nos dias 16 e 17 de maio, para resolução de casos específicos; e, nos Municípios de Barcelos (13 a 15 de maio), Benjamin Constant (13 a 15 de maio) e Tabatinga (13 a 17 de maio).

O projeto, idealizado pelo corregedor nacional de Justiça, ministro Luis Felipe Salomão, e implementado pelas Corregedorias dos Tribunais nos estados em parceria com os órgãos governamentais e as entidades e instituições da iniciativa privada, visa a aprimorar o acesso à documentação civil básica e promover o resgate da cidadania de milhões de brasileiros que se encontram “invisíveis” na sociedade por não possuírem a certidão de nascimento.

Por meio de parcerias, a iniciativa tem como objetivo garantir que o público-alvo da campanha (povos indígenas, pessoas em situação de rua, migrantes e refugiados e população carcerária) tenha a possibilidade de obter a certidão de nascimento, que é a documentação necessária para sua plena inserção na sociedade, com o acesso a serviços básicos (educação, saúde e previdência, dentre outros).

abertura 8

Os povos indígenas foram o foco deste ano do "Registre-se!".

Agradecimentos

O corregedor-geral Jomar Fernandes agradeceu a participação de todos os envolvidos na realização da ação no Vasco Vasques em prol da cidadania. Ao todo, 55 instituições e órgãos parceiros no Amazonas vão atuar nas ações do “Registre-se!” neste ano, envolvendo mais de 335 profissionais.

No ano passado, na primeira edição, foram contabilizados mais de 55 mil atendimentos em 22 estados que possibilitaram a emissão de cerca de 31 mil certidões de nascimento. A região Norte foi a campeã no número de atendimentos, com 21.798, e na emissão de certidões, com 12.772.

O segundo maior número de atendimentos ao público foi na Região Nordeste, segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

“Ano passado realizamos 11 mil atendimentos, para nossa surpresa, e, neste ano, tentamos nos preparar de forma mais ampla no Centro de Convenções Vasco Vasques e expandimos para Tabatinga, na comunidade Belém do Solimões; para Barcelos e para Benjamin Constant, que têm também sua população indígena, talvez uma das maiores populações indígenas em seu quantitativo do nosso País”, explica o juiz auxiliar da Corregedoria e coordenador do "Registre-se!" no estado, Rafael Cró.

abertura 6

O juiz auxiliar da Corregedoria e coordenador do "Registre-se!" no estado, agradeceu a todos os profissionais envolvidos.

 

Ele ressalta que o “Registre-se” tem como prioridade garantir direitos básicos ao acesso de Registro Civil. “Dessa forma, almejamos alcançar os objetivos propostos por esta missão constitucional. Queremos ter a oportunidade de construir uma comunidade essencialmente mais justa e inclusiva. A reunião de todos esses órgãos, mais de 55 órgãos, mostra a dedicação e a necessidade deste aprimoramento para toda a coletividade”, explicou ele.

Na oportunidade, o corregedor-geral Jomar Fernandes assinou o Provimento n.º 559/24, que dispõe acerca do assento de nascimento de indígenas do Registro Civil de Pessoas Naturais.

Em Tabatinga

Nesta terça-feira (14), em Tabatinga, o ministro-corregedor nacional, Luis Felipe Salomão, além de outras autoridades do Poder Judiciário nacional e do Governo do Amazonas, acompanharão as ações da campanha na comunidade indígena Belém do Solimões, na zona rural do município, com a entrega de certidões de nascimento, e ainda participarão da cerimônia de casamento coletivo com 271 casais indígenas, a maioria da etnia ticuna, na localidade.

Situação de rua

O público que compareceu ao Centro de Convenções Vasco Vasques elogiou a iniciativa conduzida pela Corregedoria-Geral de Justiça do Amazonas e instituições parceiras. Marta Nascimento de Souza, 45, é pessoa em situação de rua no bairro Grande Vitória, zona Leste, e foi ao Vasco Vasques em busca de segundas vias de certidão de nascimento e certidão de identidade. “Acho ótimo iniciativas como essa, e mais serviços como esses deveriam ser feitos com todos esses órgãos juntos. É importante para pessoas como nós”, disse ela.

Refugiada

Já a colombiana refugiada de Bogotá, Carol Lizeth Rodrigues, 23, estava em companhia do filho Miguel, de 1 ano e 11 meses, e procurou o “Registre-se” para expedir a primeira via da Certidão de Nascimento do pequeno. Há 12 anos em Manaus, ela elogiou o “Registre-se”. É uma boa oportunidade já que eu não havia corrido atrás de registrar meu filho quando tive oportunidade, e agora chegou a hora e vim aproveitar”.

Autoridades

abertura 3

A abertura da ação de cidadania promovida pela Corregedoria-Geral de Justiça do Amazonas contou com a presença do governador do Estado, Wilson Lima; do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Mauro Campbell; dos desembargadores Délcio Luis Santos e Cezar Bandiera; da juíza-corregedora auxiliar do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Beatriz de Moraes; do presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), desembargador José de Ribamar Fróes Sobrinho; do presidente da Associação dos Magistrados do Amazonas (Amazon), juiz Gildo Alves de Carvalho Filho; da coordenadora geral de Promoção de Direitos Sociais, Andréa Bittencourt (representando a Fundação Nacional dos Povos Indígenas – Funai); do coordenador regional da Funai, Emilson Frota; do defensor público-geral do Amazonas, Rafael Barbosa; do procurador-geral de Manaus, Rafael Lins Bertazzo (representando a Prefeitura de Manaus); do secretário de Estado da Casa Civil do Estado, Flávio Cordeiro Antony Filho; do ouvidor-geral da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Amazonas (OAB/AM), Fernando da Silva Simões; do presidente da Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), deputado estadual Roberto Cidade; do secretário de Estado da Segurança Pública (SSP/AM), coronel Marcus Vinicius Oliveira de Almeida; do delegado-geral da Polícia Civil do Estado, Bruno de Paula Fraga; da secretária-executiva adjunta, Selma Diane de Melo (representando a Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas); da secretária-geral da Associação dos Notários e Registradores do Amazonas (Anoreg/AM), Thais Batista Fernandes; da secretária municipal de Políticas Afirmativas para Mulheres e Direitos Humanos, Maria das Graças Soares Prola; do presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL/AM), Ralph Assayag; demais magistrados; órgãos parceiros; servidores do TJAM e imprensa em geral.

 

Confira o álbum de fotos do evento AQUI

 

 

Paulo André Nunes

Fotos: Marcus Phillipe

Revisão textual: Joyce Tino

Setor de Comunicação Social Corregedoria-Geral de Justiça do Amazonas (CGJ-AM)
(92) 2129-6672
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.  

 

Save
Cookies user preferences
We use cookies to ensure you to get the best experience on our website. If you decline the use of cookies, this website may not function as expected.
Accept all
Decline all
Publicidade
Youtube
Accept
Decline
Analítico
Google Analytics
Accept
Decline