|LIVE ESMAM| Adiantamento de herança: hipóteses e distinções teóricas e práticas

A Escola Superior da Magistratura do Amazonas – ESMAM, promoverá  no próximo dia 29 de Junho, terça-feira, às 18h (horário local) 19h (horário Brasília), a Live “Adiantamento de herança: hipóteses e distinções teóricas e práticas”, que será transmitida pelas   Redes sociais da Esmam e no nosso canal no YouTube, Link https://youtu.be/EamjmJGG5r8 , sem necessidade de inscrição.

Conforme as regras estabelecidas pelo Código Civil de 2002, as doações feitas por quem posteriormente morre deixando herdeiros necessários representa sempre adiantamento de herança.

Ademais, é preciso observar que, ao considerar o contrato de doação como adiantamento de herança, o Código Civil brasileiro distingue duas hipóteses: a da doação como adiantamento de legítima (art. 544), e a da doação como adiantamento de parte disponível (art. 549). Frequentemente o Direito brasileiro se inspira no Direito estrangeiro - em geral, no Direito europeu. O legislador e a doutrina fazem isso habitualmente, e, por vezes, também os Tribunais Superiores. E, quanto à doação, essas ideias colhidas fora do Direito pátrio não foram bem costuradas pelo Código Civil. Temos um sistema misto, e truncado.

São os arts. 544 e 549 do Código Civil os dispositivos legais que atribuem à doação o caráter de adiantamento de herança. Porém, como afirmei nas considerações iniciais, somente serão consideradas adiantamento de herança as doações feitas por doador que falecer deixando herdeiros necessários, ainda que tal esclarecimento não esteja expresso na lei.

O Direito brasileiro, diversamente do que ocorre em alguns outros países, distingue as doações - contratos -, dos legados - disposições testamentárias. E, por isso, somente se preocupa com efeitos sucessórios da doação para proteger a legítima dos herdeiros necessários.

Convidado Nacional: Felipe Quintella, Doutor em Direito pela UFMG. Professor dos cursos de graduação e de Mestrado da Faculdade de Direito Milton Campos. Professor do Ibmec BH. Professor convidado de diversos cursos de pós-graduação. Autor do Curso de Direito Civil com Elpídio Donizetti. Advogado na área de planejamento patrimonial.

Convidada Local: Nayara de Lima Moreira Antunes,   Juíza de Direito, Titular do Juizado Especial cível e criminal de Tefé. Supervisora do Núcleo de Assessoria Jurídica Virtual do TJAM. Especialista em Teoria Geral do Direito e Filosofia pela PUC Minas. Especialista em Processo Civil pela ESA/OAB-AM/FFC.

Fonte: artigo “Planejamento patrimonial e o contrato de doação”, de Felipe Quintella, site: www.migalhas.com.br

Arte: Claudio Gaia

 

 

Ramiro Neto

NÚCLEO DE DIVULGAÇÃO DA ESMAM

Telefones | (92) 2129-6640 | 6608 | (92) 98807-6760
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..br|Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.s.br

esmam locationESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA DO AMAZONAS
Av. André Araújo - Aleixo, Tribunal de Justiça do Amazonas 
Centro Administrativo Des. José de Jesus Ferreira Lopes 
CEP: 69060-000;
Telefone: (92) 2129-6640
E-mail: esmam@tjam.jus.br

Save
Cookies user prefences
We use cookies to ensure you to get the best experience on our website. If you decline the use of cookies, this website may not function as expected.
Accept all
Decline all
Analytics
Tools used to analyze the data to measure the effectiveness of a website and to understand how it works.
Google Analytics
Accept
Decline