TJAM realiza cerimônia de aposição da foto de desembargador Flávio Pascarelli na Galeria de Presidentes

A solenidade aconteceu no final da manhã desta terça-feira, após sessão do Tribunal Pleno.32277952877 a0a17b0602 z copy

Manaus (AM) - O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) realizou nesta terça-feira (26/2) a cerimônia de aposição da foto do desembargador Flávio Humberto 33344596108 95aae0b06c zPascarelli Lopes na Galeria de Presidentes da Corte Estadual de Justiça. O magistrado, que atualmente é diretor da Escola Superior da Magistratura do Amazonas 40255199713 9102d323cc z copy(Esmam), exerceu o cargo no biênio 2016-2018, sendo o 98º presidente do TJAM. A solenidade foi prestigiada por vários desembargadores, juízes, representantes de 46305702365 29a338983b z copyórgãos do sistema de Justiça, além de servidores do Judiciário.46305721455 3d71c9976e z copy

Pascarelli, que integra a magistratura amazonense desde 1984 e já assumiu várias funções dentro do Poder Judiciário e também da Corte Eleitoral, agradeceu aos 46496633834 06b1c0d9c4 zservidores, corpo diretivo, juízes e desembargadores pelo trabalho desenvolvido durante sua gestão e considerou como “ações de parceria” os projetos realizados 46496689954 bca504a045 zpor esses agentes em prol da Justiça estadual e do jurisdicionado. Citou também, em seu discurso, entidades como a Associação dos Magistrados do Amazonas 47168046032 3984fea185 z(Amazon) e os Sindicatos dos Oficiais de Justiça (Sindojus-AM) e dos Trabalhadores da Justiça amazonense (Sintjam), “entidades que promoveram discussões WhatsApp Image 2019 02 26 at 11.41.23 copyresponsáveis, dentro do âmbito de atuação de cada uma, e com o diálogo engrandeceram as decisões do tribunal”.47167948552 cc6ca1c141 z

“Agradeço ainda à Defensoria Pública, ao Tribunal de Contas do Estado, Ministério Público, Anoreg (Associação dos Notários e Registradores do Amazonas), Governo do Estado, OAB e outros órgãos que também nos ajudaram a construir decisões, sempre irmanadas no espírito público, no servir, e que nos permitiram desenvolver ações que trouxeram avanços importantes para a Justiça amazonense”, declarou Pascarelli, finalizando que foram dois anos de muito aprendizado e desafios superados.

Ao discursar, o presidente do TJAM, desembargador Yedo Simões de Oliveira, que assumiu a Corte em julho do ano passado, destacou alguns dos avanços obtidos na gestão Pascarelli e ressaltou a importância de os gestores administrarem pensando no futuro. “O desembargador Pascarelli, com sua visão de homem público, fez uma gestão voltada para o futuro, deixando o tribunal preparado para continuar a sua caminhada. Ele deixou um legado para o Judiciário: aumento do número de juízes com a nomeação de 47 novos magistrados; implementação da lei que previa o aumento do número de desembargadores; e agora cabe aqueles que o sucederam dar continuidade a esse trabalho, não apenas nessa área mas no campo administrativo”, afirmou o presidente.

Yedo Simões lembrou de um momento quando Pascarelli deixou a Presidência e pediu uma maior atenção às comarcas do interior. “Quando me entregou a Presidência disse que o tempo tinha sido muito curto e por isso não conseguiu dar uma melhor atenção ao interior do Estado. E, por eu ser um vocacionado para o interior, me confiaria essa missão e estou trabalhando todos os dias de modo que possamos atingir essa expectativa, sem deixar de olhar a capital onde se estabelecem as maiores demandas”, comentou.

O presidente ressaltou ainda que a solenidade, realizada no hall do Plenário Desembargador Ataliba David Antonio, térreo do edifício-sede do TJAM, era um momento propício para lembrar de todos os gestores que passaram pelo tribunal e deixaram a sua contribuição visando o engrandecimento deste Poder. Entre ex-presidentes que participaram da cerimônia estavam os desembargadores Ari Moutinho (2012-2014) e Graça Figueiredo (2014-2016).

Autoridades

Participaram ainda da cerimônia a procuradora-geral de Justiça do Amazonas, Leda Mara Albuquerque; o representante do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), Júlio Assis Pinheiro; o defensor público-geral em exercício, Antonio Cavalcante de Albuquerque Júnior; o juiz Cássio Borges, presidente da Amazon; Marcelo de Castro Lima Filho, presidente da Anoreg-AM; Marco Choy, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Amazonas (OAB-AM); Marieda Mancilha Rodrigues, presidente do Sindicato dos Oficiais de Justiça; e Lindbergh Valente, presidente do Sintjam.

Três deputados estaduais estiveram no TJAM para também cumprimentar o desembargador Flávio Pascarelli pela homenagem: os parlamentares Josué Neto (PSD), presidente da Casa Legislativa do Amazonas; Alessandra Campêlo, líder do MDB; e Saullo Vianna (PPS).

Alguns depoimentos

Desembargador Ari Moutinho, ex-presidente do TJAM: “A gestão do desembargador Pascarelli, de forma justa e merecida, está sendo homenageada com a aposição da foto na Galeria de Presidentes do tribunal. É um magistrado vocacionado e sua administração promoveu avanços nesta Corte de Justiça; ele fez um tribunal pensando no futuro e respeitando as decisões passadas, por exemplo, ao concretizar o aumento do número de desembargadores, que foi um projeto apresentado na minha administração e virou lei; ele nomeou 47 juízes e revolucionou a administração. Pascarelli merece nosso aplauso, admiração e reconhecimento por seu trabalho, pois fez muito pelo Poder Judiciário amazonense”.

Antonio Cavalcante de Albuquerque Júnior, defensor público-geral em exercício: “A administração do desembargador Pascarelli no TJAM foi profícua, de integração, desenvolvimento e marcada pelo diálogo, com profundo respeito à Defensoria Pública e aos defensores, então é uma alegria para nós estarmos presentes nesse momento de homenagem à sua gestão. Trata-se também do reconhecimento de um trabalho valoroso para o sistema de Justiça do Estado do Amazonas”.

Marcelo Lima Filho, presidente da Anoreg-AM: “A exemplo do que aconteceu na passagem do desembargador Pascarelli na Corregedoria-Geral de Justiça, durante a Presidência dele no tribunal tivemos a oportunidade de, junto com a Anoreg, fortalecermos institucionalmente a atuação dos cartórios na capital e interior. Sem dúvida, a homenagem de hoje é justíssima para alguém que fez muito pela população de todo Estado do Amazonas, com uma gestão proativa e muito presente”.

Lindbergh Valente, presidente do Sintjam: “Tivemos avanços importantes para os trabalhadores, durante a gestão do desembargador Pascarelli. Havia uma dívida muito grande do tribunal com os servidores e foi na sua gestão que começou a ter uma solução concreta. Ele atualizou vários pagamentos, colocando quase tudo em dia. A única coisa que não foi atendida, porque não houve mais tempo, uma vez que são apenas dois anos de gestão, foi o Plano de Cargos e Salários, que já está tramitando na atual administração. Tivemos um índice de 95% de atendimento de nossas pautas com o tribunal”.

Gestão Pascarelli

O desembargador Flávio Pascarelli assumiu a Presidência do TJAM em julho de 2016 em meio a uma forte retração econômica, considerada a pior crise na história do País. Diante desse desafio, Pascarelli foi à Assembleia e conseguiu recuperar o percentual do duodécimo que tinha sido devolvido à Casa Legislativa, uma medida vital para o saneamento de dívidas com servidores e magistrados.

Também foram desenvolvidos projetos com a finalidade de trazer equilíbrio às contas e surgiram o ‘Justiça sem Papel’ – citações, intimações e outros documentos judiciais passaram a ser enviados de forma eletrônica para as partes processuais; o projeto da ‘Unidade de Processamento Judicial’, as UPJs; Assessoramento Virtual às Comarcas do interior e muitos outros.

Com diálogo e esforço de magistrados e servidores que o TJAM enfrentou o desafio de sair do último lugar no ranking dos tribunais estaduais em relação ao cumprimento das metas do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), para alcançar o 4º lugar no Brasil no atendimento à Meta 1 em apenas um ano de trabalho. A Corte amazonense recebeu o Selo Ouro do “Justiça em Números” do CNJ em 2017, ficando ainda em primeiro lugar do País no cumprimento da Meta 8 (na área de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher).

A crise registrada no sistema prisional no início de 2017 foi outro grande desafio para a gestão de Pascarelli. Com diálogo, a administração uniu as instituições envolvidas no processo e, no âmbito da Justiça Estadual, foram registrados resultados importantes à época: aumento da reanálise de processos de presos provisórios em 217,68%; e diminuição do tempo médio de encarceramento de presos provisórios de 522 dias para 203 dias/média.

O TJAM também atingiu o maior percentual da Justiça Estadual no País (63,45%) em processos de presos provisórios sentenciados no período de janeiro a abril de 2017 – dados do CNJ. E foi iniciado o Censo Penitenciário.

Veja mais fotos aqui !

Texto: Acyane do Valle | ESMAM

Fotos: Chico Batata | TJAM

NÚCLEO DE DIVULGAÇÃO DA ESMAM

Telefone: (92) 2129-6640 | 6608

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

esmam locationESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA DO AMAZONAS
Av. André Araújo - Aleixo, Tribunal de Justiça do Amazonas 
Centro Administrativo Des. José de Jesus Ferreira Lopes 
CEP: 69060-000;
Telefone: (92) 2129-6640
E-mail: esmam@tjam.jus.br

Save
Cookies user prefences
We use cookies to ensure you to get the best experience on our website. If you decline the use of cookies, this website may not function as expected.
Accept all
Decline all
Analytics
Tools used to analyze the data to measure the effectiveness of a website and to understand how it works.
Google Analytics
Accept
Decline