Questões polêmicas da “Lei do Distrato” (13.786/2018) serão discutidas nesta quinta-feira no seminário “Judiciário e Mercado Imobiliário”

A lei trata dos direitos e deveres das partes nos casos de rescisão de contratos de aquisição de imóveis em regime de incorporação imobiliária ou loteamento.


WhatsApp Image 2019 03 15 at 13.21.18 copy copyManaus (AM) - A forte crise na economia levou muitos brasileiros à inadimplência com os contratos de aquisição de imóveis nos últimos cinco anos, principalmente em função do desemprego. E no ano passado entrou em vigor a Lei 13.786/2018, chamada “Lei do Distrato”, que disciplina os contratos inadimplentes de imóveis “na planta” (incorporação) e em loteamento. Mas essa nova legislação conseguiu resolver problemas ou trouxe novos? O que pode ser feito para resolver questões entre consumidores e incorporadoras em relação ao desequilíbrio contratual devido à impossibilidade de pagamento por parte do adquirente do imóvel “na planta”?

Perguntas como essas serão discutidas no Seminário “Judiciário e o Mercado Imobiliário: Um Diálogo Possível”, que ocorrerá nesta quinta-feira, dia 21, a partir das 14h30, no auditório do Centro Administrativo Desembargador José Jesus Ferreira Lopes, prédio anexo ao edifício-sede do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM). O painel “Distratos: A Lei 13.786/2018 e a Segurança Jurídica” terá como palestrantes convidados o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Luis Felipe Salomão e o desembargador Werson Rêgo, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ). A mesa será presidida pelo diretor da Escola Superior da Magistratura do Amazonas (Esmam), desembargador Flávio Pascarelli.

“A intenção é trazer e discutir as questões polêmicas em torno da Lei 13.786/2018. Houve uma avalanche de ações na Justiça nos últimos anos e algumas recuperações judiciais de incorporadoras, tudo isso relacionado ao tema ‘distratos’, que encontrou o seu ápice no ano de 2016 e a jurisprudência vem buscando soluções, bem como a nova lei (13.786/2018) vem tentando resolver. A grande indagação é: a lei resolveu? Isso nós iremos discutir”, informou o desembargador Werson Rêgo.

Além da Lei dos Distratos, o seminário também abordará “A Atuação do Judiciário na Incorporação Imobiliária”, tendo como palestrante convidado o vice-presidente do Conselho Jurídico da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), o engenheiro civil e advogado José Carlos Gama, e responsável pela Comissão Jurídica (Conjur). Os debatedores deste painel serão o juiz de Direito Flávio Henrique Albuquerque de Freitas, coordenador de Cursos de Formação Inicial e Continuada da Esmam, e o defensor público-geral do Amazonas, Rafael Barbosa. A presidência da mesa de debates está sob responsabilidade do desembargador do TJAM Elci Simões, ouvidor-geral da Corte de Justiça amazonense.

“A iniciativa de realizar este evento visa dar continuidade ao debate entre a entidade e o STJ iniciado há três anos, quando ocorreu o primeiro seminário conjunto. Vamos mais uma vez abordar o tema, de uma forma séria e com personalidades importantes do Judiciário. A lei veio para cobrir uma lacuna existente desde 1990 e para dar mais segurança jurídica”, disse José Carlos Gama, vice-presidente jurídico da CBIC e responsável pelo Conjur (Comissão Jurídica).

A diretora jurídica da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Amazonas (Ademi-AM), Carolina Botelho, ressaltou a importância de se debater esse tema não apenas para as incorporadoras, mas principalmente para o consumidor. “Existem milhares de ações e uma nova Lei sobre o tema, o que torna a discussão necessária”, comentou. “Durante o evento, os representantes do setor da Construção Civil irão dialogar com ministro do Superior Tribunal de Justiça, desembargadores, juízes e defensores públicos a respeito de questões relativas à incorporação imobiliária no cenário atual”, acrescentou.

Painel

O seminário terá ainda o painel “Incorporação Imobiliária no Cenário Atual”, e o palestrante convidado é o economista Celso Petrucci, vice-presidente da Indústria Imobiliária da CBIC e representante do Sindicato das Empresas do Mercado Imobiliário de São Paulo (Secovi-SP). A mesa será presidida pelo desembargador Ari Jorge Moutinho da Costa, do Tribunal de Justiça do Amazonas, com participação do juiz de Direito Rafael Cró e do defensor público Maurílio Casas, como debatedores.

A iniciativa é da Escola Superior da Magistratura do Amazonas (Esmam), Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), Associação das Empresas do Mercado Imobiliário no Estado do Amazonas (Ademi-AM), Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-AM), Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e Senai/CNI.

Inscrições

As inscrições são gratuitas e limitadas. Basta acessar o portal da Escola da Magistratura e depois clicar no ícone Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) e, em seguida, no banner do evento. Caso o interessado ainda não tenha participado de eventos promovidos pela Esmam, é necessário preencher o cadastro online, o que vai facilitar a emissão de certificados desta e de outras atividades realizadas pela instituição.

Aos participantes, está sendo solicitada a doação de um pacote de fralda descartável (infantil). O que for arrecadado será entregue a instituições filantrópicas de Manaus, que atendem crianças em situação de risco ou de vulnerabilidade social. 

Veja aqui uma breve entrevista com o desembargador Werson Rêgo, do TJRJ, sobre o tema da sua palestra no Painel "Distratos: A Lei 13.786/2018 e a Segurança Juridica"

SERVIÇO:

O quê? Seminário Judiciário e o Mercado Imobiliário: Um Diálogo Necessário

Quando? 21 de março, a partir das 14h30

Onde? Auditório do Centro Administrativo Des. José Jesus Ferreira Lopes, prédio anexo ao edifício-sede do Tribunal de Justiça do Amazonas – Av. André Araújo, s/n, Aleixo

Informações:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou (92) 2129-6640 / 6608

NÚCLEO DE DIVULGAÇÃO DA ESMAM

Telefone: (92) 2129-6640 | 6608

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

esmam locationESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA DO AMAZONAS
Av. André Araújo - Aleixo, Tribunal de Justiça do Amazonas 
Centro Administrativo Des. José de Jesus Ferreira Lopes 
CEP: 69060-000;
Telefone: (92) 2129-6640
E-mail: esmam@tjam.jus.br

Save
Cookies user prefences
We use cookies to ensure you to get the best experience on our website. If you decline the use of cookies, this website may not function as expected.
Accept all
Decline all
Analytics
Tools used to analyze the data to measure the effectiveness of a website and to understand how it works.
Google Analytics
Accept
Decline