Juiz Paulo Feitoza é homenageado com Medalha do Mérito Ruy Araújo

Solenidade teve quebra de protocolo, com mais de uma autoridade indo à tribuna para prestar homenagens ao magistrado do TJAM.


 

45156455614_7aefb58316_z_copyO juiz Paulo Fernando de Britto Feitoza, titular da 4ª Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), recebeu a Medalha do Mérito Ruy Araújo em sessão especial, na manhã dessa quarta-feira (14), na sede da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), na zona Centro-Sul de Manaus. A sessão especial foi dirigida pelo deputado Belarmino Lins, vice-presidente da casa legislativa e a proposta de outorgar a honraria foi de autoria do deputado Mário 45156503564_f7e674b393_zBastos (PSD), conforme Resolução Legislativa nº 678 de 31 de outubro de 2018 e foi aprovada por unanimidade pelo colegiado da Aleam.

O vice-presidente do TJAM, desembargador Wellington Araújo, representando a Corte Estadual; o desembargador Ari Moutinho; o diretor da Escola da Magistratura do Amazonas (Esmam), desembargador Flávio Pascarelli e o desembargador Délcio Santos prestigiaram a solenidade.

45156325614_b67ce1a968_z_copy“Essa comenda se dá às pessoas que se destacam e são detentores de eficiência e grandes serviços prestados à sociedade. O juiz Paulo Feitoza tem atuado de forma relevante por meio de suas funções, seja no seu desempenho humano e interessado como professor, seja no seu desempenho lúcido como julgador a devolver a cidadania às pessoas em sua função na magistratura”, explicou o deputado Mário Bastos.

“Esta homenagem é muito 45156426834_ecf15ca590_zsignificativa porque ela se estende pelo Poder Judiciário, não é um juiz que é homenageado, mas todo o Poder Judiciário, que é reconhecido pela Assembleia Legislativa como um Poder eficiente, dedicado responsável e que busca sempre a paz social. É neste contexto mais abrangente que recebo esta homenagem, não como uma homenagem pessoal porque, verdadeiramente, não sei se tenho tantos méritos para ser homenageado, mas sei que a Justiça tem méritos para ser homenageada e sei também que meus ancestrais fizeram por onde, me formaram um cidadão e com eles eu quero compartilhar essa homenagem. Se não fosse eles, certamente, eu não seria alvo desta honraria que coloco no peito com orgulho e satisfação”, afirmou o juiz Paulo Feitoza.

Durante a solenidade, o magistrado foi alvo de vários discursos de estima e admiração, quebrando o protocolo usual da Casa legislativa em solenidades de outorga da Medalha, quando apenas um orador vai à tribuna para discursar e exaltar o merecimento do homenageado. O vice-presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas, desembargador Wellington de Araújo, que representou a presidência da Corte Estadual e o desembargador Ari Moutinho, assim como pelos deputados Serafim Corrêa (PSB) e Sidney Leite (PSD) se manifestaram.

“É muito importante essa homenagem porque o juiz Paulo Feitoza é um juiz de comportamento retilíneo, é um magistrado esforçado, trabalhador e extremamente estudioso com inúmeros cursos e doutorado, um currículo extenso. É uma honra que a Corte amazonense tenha magistrados do nível do juiz Paulo Feitoza", afirmou o desembargador Wellington Araújo.

O desembargador Ari Moutinho exaltou a presença de amigos e familiares do homenageado, especialmente a mãe do juiz Paulo, dona Maria do Carmo Feitoza. Moutinho também trouxe a lembrança do desembargador Paulo Feitoza, pai do homenageado, com quem conviveu durante muitos anos na magistratura.  “Quero dizer que vossa excelência merecidamente recebe esta justa homenagem. Desde cedo demonstrou verdadeiro sacerdócio pela Justiça, sempre foi um brilhante magistrado. Recentemente esteve ao meu lado como coordenador da Escola da Magistratura e lá revelou-se um grande acadêmico, um grande ser humano, um grande professor e um notável magistrado”, disse o desembargador Moutinho.

O deputado Serafim Corrêa, em seu discurso, contou que foi aluno do desembargador Paulo Feitoza na Universidade do Amazonas e 33 anos depois voltou à faculdade para estudar Direito, na Unip, quando passou a ser aluno do juiz Paulo Feitoza. “Fiz questão de pedir a palavra para registrar a alegria de ter sido aluno do pai dele e dele, ambos muito bons professores, muito lúcidos e com uma brilhante carreira no judiciário. Parabenizo o doutor Paulo Feitoza, essa medalha é fruto do reconhecimento do povo amazonense, já que na democracia representativa os 24 deputados representam o povo do Amazonas”, afirmou Serafim.

O deputado Sidney Leite lembrou histórias de infância no município de Maués, quando a avó do parlamentar foi escrivã e o pai do homenageado, ainda era juiz daquela comarca. Segundo o parlamentar, o desembargador Paulo Feitoza e a esposa, dona Maria do Carmo Feitoza, foram amigos da avó dele, dona Astrogilda de Melo Andrade. “Essa amizade aconteceu lá na Velha Mundurucania (como a cidade de Maués é conhecida) e o nome do seu pai era muito falado na casa de minha avó. Sempre soube, pela referência que tinha da minha avó, sobre aquele grande homem do Direito e não tenho dúvida de que a sua formação e seu berço vem daquela natureza. A medalha Ruy Araújo é a maior comenda desse Poder. Votamos seu nome por unanimidade, primeiro pela retidão e caráter e acima de tudo pelo compromisso que o senhor assumiu de fazer Justiça no Estado”, disse Sidney Leite.


Sandra Bezerra
Fotos: Raphael Alves

DIVISÃO DE DIVULGAÇÃO E IMPRENSA
Telefones | TJAM: (92) 2129-6771 / 6831
Telefones |Corregedoria: (92) 2129-6672
Telefones | Fórum Henoch Reis: (92) 3303-5209