TJAM e Samsung discutem implantação de sistema de monitoramento com reconhecimento facial em unidades judiciárias

Imprimir

Quando implantado, sistema reforçará medidas de segurança em prol de servidores, magistrados, membros do sistema judiciário e pessoas que transitam no Fórum Henoch Reis e outras unidades.


SAMO presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador Yedo Simões e o presidente da empresa Samsung Eletrônica da Amazônia, Chong Keun Kim, reuniram-se nesta terça-feira (14) e discutiram a implantação de um sistema de monitoramento com reconhecimento facial que deve ser disponibilizado em unidades da Justiça Estadual.

SAM2Semelhante a um acordo assinado no último dia 9 de abril, na sede da Suframa, pelo TJAM e o Instituto de Tecnologia do Norte (ITN), o qual viabilizará a realização de audiências criminais por videoconferência, o sistema de monitoramento com reconhecimento facial deve contar com projeto e suporte de P&D (pesquisa e desenvolvimento) viabilizados pela empresa Samsung.

SAM3A reunião entre Yedo Simões e Chong Keun Kim ocorreu na sede da Samsung, em Manaus, e no encontro, ao agradecer a receptividade ao projeto do TJAM, o presidente da Corte destacou o compromisso da empresa com o desenvolvimento social da população do Amazonas. “Lembramos que, em prol da SAM4sociedade amazonense, a parceria da Samsung com o Judiciário remete ao ano de 2012, quando a empresa colaborou com o Tribunal em um projeto envolvendo a informatização de cartórios extra-judiciais. Projeto este que foi determinante para que muitos amazonenses tivessem acesso, por exemplo, a documentos pessoais, que lhes assegurou direitos sociais”, disse o desembargador.

Sobre o sistema de monitoramento com reconhecimento facial, o presidente da Corte antecipou que ele reforçará as medidas de segurança nas unidades judiciárias.

“Pretendemos, inicialmente, implementá-lo no Fórum Ministro Henoch Reis que é a unidade judiciária que registra o maior fluxo de pessoas, diariamente, no Estado. Com este sistema pretendemos reforçar as SAM5medidas de segurança das pessoas que acessam o Fórum, sejam elas, servidores, magistrados, operadores do Direito, ou membros do sistema de Justiça”, informou o desembargador Yedo Simões, acrescentando que o mesmo sistema deve ser implementado, no primeiro momento, também, na sede da Corte, onde ocorrem as sessões de 2ª grau.

A reunião, seguida de visita às instalações da empresa Samsung – que conta com aproximadamente cinco mil servidores em sua unidade em Manaus – teve a participação do ouvidor-geral de Justiça, desembargador Elci Simões e também da juíza auxiliar da vice-presidência do TJAM, Lídia Abreu Frota.

 

 

Afonso Júnior
Foto: Raphael Alves

DIVISÃO DE DIVULGAÇÃO E IMPRENSA
Telefones | (92) 2129-6771 / 99485-8526
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.