Carregando
Principal Sala de Imprensa Cejusc-Família promove oficina de parentalidade com pais e adolescentes do Centro Socioeducativo Senador Raimundo Parente

Cejusc-Família promove oficina de parentalidade com pais e adolescentes do Centro Socioeducativo Senador Raimundo Parente

Esta ação contou com a participação de 11 profissionais e estagiários do Cejusc-Família, do Tribunal de Justiça do Amazonas.


Abordar temas relacionados à família e orientar pais e filhos a respeito desses assuntos foram o foco das oficinas de parentalicejusc_familia_1dade realizadas nesta terça-feira (5) por profissionais do Centro Judiciário de Solução de Conflitos das Varas de Família (Cejusc-Família), do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM). A ideia é para melhorar a relação de casais que possuem filhos no Centro Socieducativo Senador Raimundo Parente, no bairro Cidade Nova, zona Norte de Manaus. A instituição recebe adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas de internação.

A ação envolveu profissionais e estagiários de Psicologia e Serviço Social do Cejusc-Família. O objetivo é tratar de temas relacionados à família, onde também são discutidas questões como guarda de filhos e pagamento de pensão alimentícia. De acordo com a gerente do Setor de Psicologia do Cejusc, Munique Therense, a intenção é que as oficinas possam ser levadas para outras instituições e beneficiar um maior número de pessoas.cejusc_familia_2

“Nesta ação, contamos com a participação de 11 profissionais e estagiários do Cejusc. Nós já realizamos as oficinas de parentalidade uma vez por mês no Fórum Henoch Reis, contudo, a nossa intenção é levar esta atividade para além do fórum e estar em outras instituições. Estamos abertos a convites de outros órgãos”, acrescentou a psicóloga Munique Therense.

Atualmente, 23 jovens estão internados no Centro Socioeducativo e participaram da atividade juntamente com os pais, que foram convidados para a ação. “Os jovens estão internados aqui, então fizemos o convite aos pais para que eles pudessem ter um maior conhecimento sobre questões envolvendo registro dos filhos, pensão alimentícia e outros temas”, afirmou.

Oficinas de Parentalidade

As oficinas são coordenadas pelo Núcleo de Conciliação das Varas de Família do TJAM e acontecem periodicamente na sede do Cejusc, no Fórum Ministro Henoch Reis, no bairro de São Francisco, e são abertas à população. A ação busca prestar informações e orientar as famílias que estão enfrentando situações de divórcio e todas as questões resultantes como guarda de fihos, pensão alimentícia, dentre outros assuntos.

A visita ao Centro Socieducativo Senador Raimundo Parente nesta terça-feira foi uma ação inédita realizada pela equipe, a partir de sugestão da estagiária de Serviço Social do Cejusc-Família, Janiely Correia, que também integra a equipe da instituição de acolhimento de menores infratores.

"Observamos que existe uma demanda muito grande de filhos de pais separados ou que nunca conviveram com os pais e nem foram registrados. Os adolescentes tem o sentimento de abandono e tristeza com relação a isso. Notamos que isso acabava influenciando inclusive no cumprimento da medida de internação. Às vezes, o acompanhamento familiar não acontecia de forma adequada. Acreditamos que a oficina de parentalidade poderia se encaixar neste cenário e ajudar pais e filhos”, afirmou Janiely.

Centro socioeducativo

Durante a atividade no Centro Socieducativo Senador Raimundo Parente foram realizadas duas oficinas simultâneas: uma para filhos e outra para os pais. O principal tema abordado com os adolescentes teve relação com as configurações familiares. “Abordamos a questão dos novos tipos de família porque estes adolescentes não possuem um padrão de família. E também trabalhamos o sentimento deles de pertencer a essas famílias. Eles foram bastante receptivos e compartilharam muitas informações conosco sobre a sua realidade”, destacou a estagiária de Serviço Social do Cejusc-Família, Amanda Guimarães, que também participou da iniciativa.

Em relação aos pais, os temas discutidos foram relacionas à guarda dos filhos, pensão alimentícia, convivência e registro dos pais na certidão de nascimento dos adolescentes. Na avaliação de Munique Therense, as oficinas foram muito produtivas. “Tiramos algumas dúvidas dos pais em relação a esses assuntos. Foi um momento também de acolhimento e de escuta porque é difícil ter filhos nestas condições. Eles falaram algumas das dificuldades deles e nós fizemos alguns encaminhamentos”, concluiu.

Informações

As oficinas do Cejusc-Família têm o objetivo de oferecer assistência, especialmente, às pessoas que enfrentam umas das situações mais impactantes da vida e que trazem consequências para cônjuges e filhos. As oficinas para pais e filhos no Fórum Henoch Reis vão continuar em 2018. Os interessados em obter mais informações sobre as oficinas de parentalidade podem entrar em contato com o Núcleo de Conciliação do TJAM, no e-mail:  Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ; ou ligar para os telefones: (92) 3303-5028 e 3303-5029.

 

 

Texto: Vanessa Brito

Fotos: William Rezende

DIVISÃO DE DIVULGAÇÃO E IMPRENSA
Telefones | TJAM: (92) 2129-6771 / 6831
Telefones | Corregedoria: (92) 2129-6672
Telefones | Fórum Henoch Reis: (92) 3303-5209

E-mail Imprimir PDF http://www.tjam.jus.br/index.php?option=com_content&view=article&id=9999:cejusc-familia-promove-oficina-de-parentalidade-com-pais-e-adolescentes-do-centro-socioeducativo-senador-raimundo-parente&catid=33:ct-destaque-noticias&Itemid=1331

 


appbtn-app-storebtn-google-play


 

Mais Notícias

Comunicados