Carregando

Poder Judiciário lança projeto “Sementes da Vida” em maternidade de Manaus

Corregedor-geral de Justiça, desembargador Aristóteles Thury, participou da solenidade que contou com a presença dethumb_35511983350_c76ffe6c78_z_copy
representantes de instituições parceiras. 

A pequena Antonella Safira da Silva e Silva foi o primeiro recém-nascido da capital a receber uma árvore plantada pelo seu nascimento, como parte do projeto "Sementes da Vida", lançado pelo Tribunal de Justiça do Amazonas, sob a coordenação da Corregedoria-Geral de Justiça. A criança nasceu de parto natural no último dia 11 de julho, às 9h17, na Maternidade Municipal Moura Tapajóz, zona Centro-Oeste de Manaus e a família obteve, na própria maternidade, além do registro de nascimento, um certificado de plantio da árvore que crescerá junto com ela, uma muda da espécie mogno.

O certificado traz os nomes popular e científico da espécie e o georreferenciamento do plantio. No caso da árvore de Antonella Safira,  a muda de mogno foi plantada no terreno em frente à própria maternidade, para marcar o benefício que o projeto trará à população de Manaus (AM).

Segundo o pai de Antonella, o autônomo Sérgio Costa da Silva, a família é oriunda da cidade de Coari (distante 366 quilômetros de Manaus) e está feliz com a árvore plantada em homenagem à filha, que é a quarta menina do casal. "Vou trazer a Antonella aqui e mostrar a ela que devemos cuidar da natureza e como é importante entender que o cuidado é essencial. Nós temos a maior floresta do mundo e precisamos cuidar e vamos passar essa mensagem para as minhas três filhas, vamos transferir esse sentimento para elas", disse Sérgio.

No mesmo evento, o corregedor-geral de Justiça, desembargador Aristóteles Lima Thury, assinou em nome do Tribunal de Justiça do Amazonas um termo de cooperação técnica para a efetivação das ações previstas para cada parceiro pelo projeto "Sementes da Vida". "Estamos aqui realizando um grande passo para transformar nossa cidade um lugar muito melhor para viver. O 'Sementes da Vida' foi abraçado pelo Poder Judiciário, por meio da Corregedoria-Geral e, como corregedor, entendo que estamos aqui para ir além das punições. As boas parcerias nos permitem deixar um legado de qualidade para a população, além da melhoria da atividade fim do judiciário. Esse projeto nos apresenta essa faceta", afirmou o magistrado, que agradeceu a cada uma das instituições parceiras.

O responsável pela coordenação do projeto no âmbito da CGJ é o juiz corregedor auxiliar e titular da Vara Especializada do Meio Ambiente, Adalberto Carim Antonio. "Estou honrado em participar desta cerimônia. Essa ideia nasceu no seio da corregedoria de Justiça e foi ganhando robustez com a participação de inúmeras entidades. É uma  ideia com escopo de resgatar a imagem da Manaus Sorriso, arborizada, como é de se esperar. Um exemplo positivo e verde é o que pretendemos colher com o advento de uma nova geração de amazonenses comprometidos com a sustentabilidade e a proteção do maior patrimônio ecológico da humanidade", disse Carim.

Para o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi Alves, foi um momento de grande importância a assinatura do termo de cooperação entre as várias entidades e a presença de todos na maternidade Moura Tapajóz presenciando o plantio de várias espécies de mudas. "Este é um projeto belíssimo que vai tornar nossa cidade mais bonita, mais arborizada, com qualidade de vida melhor para a população", disse secretario de saúde.

Presente também o secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Antônio Nelson Oliveira Júnior, lembrou que o projeto "Sementes da Vida", vem somar esforços para uma Manaus mais ecológica e arborizada. "A equipe da Semmas objetiva até o fim desse ano efetuar o plantio de 23 mil mudas em toda a cidade, além de continuar com os projetos nos bairros e escolas. O projeto 'Sementes da Vida' soma aos esforços de uma cidade melhor, colocando o respeito à preservação da natureza desde o berço. A criança cresce juntamente com o espécime plantado em sua homenagem", afirmou o secretário da Semmas.

O projeto conta com a parceria da organização não-governamental japonesa Instituto Soka Gakkai; Secretaria Municipal de Saúde; Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas); Associação dos Notários e Registradores do Amazonas (Anoreg-AM); Associação dos Registradores Civis do Amazonas (Arpen-AM); coordenadoria da Oca do Conhecimento Ambiental da Secretaria Municipal de Educação; Universidade do Amazonas e a empresa Rymo, do ramo de papelaria.

Na solenidade de assinatura do Termo de Cooperação entre os parceiros, além da entrega de um certificado de plantio da árvore para o bebê Antonella, foram plantadas na frente da maternidade Moura Tapajóz, pela equipe da Soka Gakkai, seis mudas de mogno; seis de ipê-pau-d'arco;  seis de andiroba; seis de Cuia; e seis de flamboyant.

Sandra Bezerra – CGJ
Fotos: Igor Braga

DIVISÃO DE DIVULGAÇÃO E IMPRENSA
Telefones | TJAM: (92) 2129-6771 / 6831
Telefones | Corregedoria: (92) 2129-6672
Telefones | Fórum Henoch Reis: (92) 3303-5209 

E-mail Imprimir PDF http://www.tjam.jus.br/index.php?option=com_content&view=article&id=10157:poder-judiciario-lanca-projeto-sementes-da-vida-em-maternidade-de-manaus&catid=315:ct-cgj-noticias-corregedoria&Itemid=434

 


appbtn-app-storebtn-google-play


 

Mais Notícias

Comunicados